O Brasil tem a segunda maior população de cães domésticos do mundo, fica atrás somente dos Estados Unidos. São 52,2 milhões de cachorros domesticados por brasileiros. Uma média de 1,8 cachorro por domicílio. Atualmente, existem mais cães nos lares do país do que crianças.

O Paraná é o estado brasileiro com mais casas que têm cachorro: 60,1%. Assim como o número de cães de companhia tem crescido, o afeto por eles também tem aumentado. Já se tornaram parte da família. Para eternizar os momentos com esse novo membro familiar; além de fotos, selfies e vídeos nos celulares; algumas famílias escolhem uma forma diferente, a Pet Arte.

Angelina
Angelina

A Pet Arte foi inspirada na Pop Art - movimento artístico surgido no final da década de 1950 no Reino Unido e nos Estados Unidos. É feita com uma técnica desenvolvida pela artista plástica Ana Sacchelli. A base é tinta acrílica sobre tela, com película de vinil. As obras são leves, de fácil manuseio, e na maioria das vezes são feitas com cores primárias e secundárias.

A família da vira-lata Angelina, que foi resgatada das ruas há 5 anos, optou pela pet arte para eternizar a companheira. Ela recebeu esse nome por causa da boca grande que tem - que lembra a da atriz norte-americana Angelina Jolie. Com o passar do tempo, a família atribui o nome da vira-lata ao fato dela ser agir como um anjo. É companheira para todas as horas.

Angelina foi resgatada por Ana Cristina Milano Campos, que na época tinha 14 anos e se arriscou entre carros para salvar a vira-lata. Angelina foi abandonada no frio, passou fome e sede. Quando resgata, estava desidratada e cega de um olho. Mas a vida dessa vira-lata mudou. Hoje, com cerca de 10 anos, a vira-lata estampa a obra de arte que fica em meio à sala de espera do consultório médico da mãe de Ana Cristina, Dra. Marília Campos.

Alexis Alexis - Um vira-lata do abrigo Mount Vernon Animal, em Nova York, também virou obra de arte. Em 2013 a artista plástica Ana Sacchelli visitou os protetores de Alexis e transformou uma foto do vira-lata em Pet Arte.

Mais de 50 milhões de cães têm uma família, mas 20 milhões de vira-latas ainda estão à espera de uma oportunidade no Brasil

Fotos: Ana Sacchelli

2 COMENTÁRIOS

  1. Ótima redação! Arte e informação precisam andar juntas, uma não se sustenta sem a outra! É preciso unir as habilidade e assim tentar maximizar os efeitos!! Que o nosso esforço resulte sempre na conscientização de mais e mais pessoas da necessidade de retribuir o amor enorme que recebemos desses amigos, ou anjos de quatro patas que tanto dependem de nós! Parabéns aos protetores, e àqueles que encontraram aconchego no carinho de um vira-latas!!!

  2. Arte e informação devem andar sempre juntas! Uma não se sustenta sem a outra! Parabéns pela reportagem, aos protetores e àqueles que encontraram aconchego no amor de um vira-latas!!! Que nosso trabalho conjunto maximize a conscientização da necessidade de amparar e socorrer nossos queridos companheirinhos de jornada, nossos anjos de quatro patas!!!!

DEIXE UMA RESPOSTA