Uma pesquisa da Associação Americana do Coração constatou que ter um animal de estimação e uma rotina de exercícios com o pet, em especial cães, promove a redução do risco de doenças cardíacas. Isso porque a prática de exercícios regulares estimula nos animais a aceleração do metabolismo, melhora da respiração e colabora para a digestão dos alimentos.

Segundo Karen Neves, especialista em pets e proprietária do Pet Shop Online Zen Animal, as atividades frequentes ajudam o animalzinho a diminuir o estresse de ficar em casa, muitas vezes sozinho e por períodos longos. Os exercícios podem ser os mais variados, desde uma caminhada na rua ou em um parque, pequenas corridas e até mesmo meditação. Tudo muito simples para se exercitar ao lado do seu pet de estimação.

Mas assim como nos humanos, antes de qualquer esforço fora do normal ou o início de uma programação de exercícios, é preciso tomar alguns cuidados e, sempre que possível, levar seu cãozinho ao veterinário para que seja avaliado e possa ter uma rotina saudável e divertida. Veja a seguir três dicas importantes:

labradoodle-16960041. Corridas no parque ou pela rua

Existem algumas raças que não podem realizar atividades físicas intensas, por isso a dica é se informar e sempre passar por uma consulta com o veterinário antes de iniciar qualquer atividade com seu pet. Apenas esse profissional poderá afirmar se o seu cão está apto a realizar exercícios e qual o ritmo mais adequado.

dog-1318460_19202. Brincadeiras também podem ser exercícios

Outra dica de atividades entre os donos e seus cães são as brincadeiras com bolinha e frisbee, que podem ser realizadas em parques ou áreas ao ar livre com bastante espaço. Além de divertidas, as atividades fazem com que o cão pratique exercícios e gaste energia de uma maneira bem agradável, sem estar preso à guia ou coleira. Vale lembrar que nesses casos é preciso cuidado em dobro.

 

dog-1218941_19203. Cuidados com a saúde do seu pet

Os exercícios são ótimos, mas é preciso tomar alguns cuidados para eles não acabarem prejudicando, ao invés de ajudar a saúde do seu pet. Dias quentes durante o verão podem causar insolação ou desidratação no pet devido ao calor intenso. Para essas ocasiões a dica é incentivar o pet a consumir água antes do passeio e se possível durante. Por último, é recomendado que os exercícios comecem aos poucos, aumentando gradualmente, para que o pet se acostume com a prática do esporte.

Fotos: Pixabay

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA