Com a chegada do verão, as pessoas costumam viajar com os animais de estimação e, muitas vezes, esquecem dos cuidados extras necessários nessa época do ano. A veterinária  Farah Ramalho de Andrade dá algumas dicas simples para que os pets curtam com bem-estar a estação mais quente do ano.

1 – Horário dos Passeios

Segundo a veterinária, os tutores devem ficar atentos aos horários de passeio dos pets. “Os cães, por exemplo, fazem a troca de temperatura pela respiração e também transpiram parcialmente  pelos coxins, aquela almofadinha da pata. Com a alta temperatura do chão e da areia da praia, os riscos de queimarem as patinhas aumentam e o tratamento nessa região é difícil e demorado”, comenta. Evitar o sol entre 10h e 15h e sempre testar a temperatura do local onde vai passear com o seu pet  ajudam a evitar o problema.

2 – Raças Braquicefálicas

No caso das raças braquicefálicas, aquelas que possuem o focinho achatado, como os pugs, buldogs franceses e buldogues, os cuidados devem ser redobrados. “Devido às obstruções respiratórias, esses pets são mais propensos a ter, além de dispnéia, que é a dificuldade de respiração, hipertermia e desenvolverem a síndrome dos braquicefálicos, que é uma associação de vários sintomas que pode colocar a vida do animal em risco.”, completa a veterinária. Por isso, nessa época o ideal é mantê-los sempre em locais mais frescos e cuidar para que o peso do pet esteja dentro do recomendado.

3 – Horário do Banho

O horário de banho dos pets também deve ser observado. “Geralmente, os tutores tendem a levar os seus animais para os pets shops durante o fim de semana. Como o fluxo de animais no ambiente é grande, a circulação do ar acaba ficando comprometida. O ideal, é levar os animais para tomar banho no início da semana ou quando o fluxo de animais seja menor”, indica Farah. Também existem lenços umedecidos para a limpeza das patinhas, shampoos à seco especiais para pets, que garantem a higiene do animal de forma prática e rápida.

4 – Hidratação

Assim como a maioria das pessoas, os pets também acabam perdendo o apetite no verão. Por isso, é necessário mantê-los sempre hidratados. “O potinho de água precisa estar sempre cheio. Pedrinhas de gelo, petiscos e frutas congeladas amenizam o calor em dias mais quentes”, enfatiza a veterinária.

5 – Protetor solar

O uso do protetor solar também é importante, principalmente nos focinhos e nas pontas das orelhas. Alguns podem ser desenvolvidos de forma personalizada para cada pet. “Com a receita do veterinário, o tutor pode pedir a manipulação do produto mais adequado. Além de evitar as queimaduras, o protetor solar previne o câncer de pele”, conclui Farah.

Curta o verão sempre ao lado do seu melhor amigo!

Fonte: Central Press
Imagem: Pixabay

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA